quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Escolhas: questão de leitura e contexto!


"Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das conseqüências." (Pablo Neruda)



Quem já não teve que fazer uma escolha na vida?
Todos nós, não é mesmo?
Pois bem...

Nossas escolhas são concretizadas depois que fazemos a leitura de cada uma das opções de caminhos que a vida nos oferece, às vezes, de caso bem pensado, outras vezes, por impulso, no entanto, em qualquer um dos casos, com certeza, pesa o contexto. E depois disso, resta-nos arcar com o que vem em decorrência dessa escolha. Se fazemos uma boa escolha, bons frutos virão, se nossa escolha for inconsequente, insensata, colheremos frutos apodrecidos. Mas, se essa má escolha serviu pelo menos para nos ensinar a fazer novas escolhas, talvez tenha sido ainda uma boa escolha, mas se continuamos a não perceber isso, merecemos sofrer todas as suas consequências. E, se essas consequências se restrigem a nós mesmos, também digo, menos mal, mas, se deixamos atingir o outro, somos prisioneiros por duas vezes, pois mais difícil será se desvencilhar dessa situação.

Pablo Neruda foi muito sábio ao registrar essa frase e ela caiu como uma pluma aqui nesse espaço de leitura e contexto, em outras palavras eu traduziria para a questão do livre arbítrio, quando Deus deixa o homem livre para tomar suas decisões, sendo responsável pelos seus atos.

Mais consciência na hora das escolhas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário