terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Leitura a cada ponto, caminho para se criar uma reta: a livrovia


O Projeto O Ponto do Livro, criado em Belo Horizonte desde janeiro de 2014, conforme matéria abaixo, tem tudo para se transformar em a reta do livro, indicando que não só naquele ponto, mas, por toda uma reta há livros que podem ser tomados por empréstimos para leitura e devolvidos em seguida ou, ainda, doados para empréstimo, agregando mais itens ao acervo. 

Se uma reta é formada for milhares de pontos e se nesses pontos há livros, vejo que isso pode ser uma livrovia.

Fica a sugestão.



Logo_noticias





23/2/2014 às 01h30

Projeto cria "bibliotecas" em ponto de ônibus de BH e divulga hábito da leitura

Intervenção ocorre na Praça da Liberdade, região centro-sul da capital mineira

Um projeto criado pela união de vários coletivos de Belo Horizonte vem chamando a atenção dos moradores da cidade. O Ponto do Livro tem como objetivo divulgar o hábito da leitura e ainda promover a gentileza entre a população, ao mesmo tempo em que cria bibliotecas ao ar livre em pontos de ônibus da cidade.
Desde o mês de janeiro, a Praça da Liberdade vem sendo palco da intervenção urbana, que conta com o apoio dos grupos Coletivo WeLove, Coletivo Desestressa BH e Coletivo Feira Grátis da Gratidão. A ideia central da ação é promover o empréstimo gratuito e doação espontânea de livros.
Desta forma, enquanto os moradores aguardam a condução para ir para casa, é possível pegar uma obra, levar para casa, ler e trazer de volta para o ponto em que pegou. Para o lançamento, foram arrecadados mais de 2.000 livros. A intenção é descentralizar o projeto da praça e levar para outras regiões.
O Ponto do Livro foi criado em São Paulo, projetado e desenvolvido pelas designers Helena Aranha e Helena Nabuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário