domingo, 13 de maio de 2012

Fazemos pesquisa todo dia



Quem já não se deparou com a tarefa de elaborar o projeto de pesquisa acadêmica e depois desenvolver a monografia, como requisito para obtenção de título?
Com certeza todos que estão na vida acadêmica e sempre é um caminho longo a se percorrer, às vezes, por demais exaustivo. Para desmistificar a pesquisa, para mostrar que todos nós somos capazes, pois enfrentamos em nosso contexto situação similar, trago aqui para discussão, o fato de que fazemos pesquisa todos os dias. É óbvio que não se trata da tal pesquisa acadêmica, no entanto, o percurso pelo qual passamos diariamente, se assemelha ao processo que desenvolvemos naquela pesquisa.

Fazendo a leitura de cada contexto, temos:

No nosso dia a dia
  1. Surge uma demanda qualquer na nossa vida, que precisa ser atendida, resolvida.
  2. Quando muito complicada, dividimos em partes.
  3. Interpretamos a demanda e definimos o que deve ser cumprido.
  4. Temos uma ideia pré-concebida do que virá pela frente.
  5. Agregamos e relacionamos à demanda a nossa experiência de vida e os exemplos de outrem.
  6. Analisamos a melhor forma de atender à demanda.
  7. Criamos as condições adequadas.
  8. Executamos o que pretendemos.
  9. Depois de executado, analisamos e verificamos o que conseguimos. 
  10. Tiramos conclusões a respeito. Foi bom? Deu certo? Era isso mesmo? Essas conclusões servirão para aplicarmos em outra ocasião da vida.






Na pesquisa acadêmica
  1. Como pesquisador, temos uma inquietação acerca de certo tema.
  2. O tema é muito amplo, resolvemos delimitá-lo e afunilá-lo.
  3. Criamos os objetivos da pesquisa.
  4. Apresentamos os nossos pressupostos.
  5. Buscamos a fundamentação teórica para servir de base à investigação e à análise dos dados.
  6. Optamos pelo melhor método, de acordo com a natureza e tipo da pesquisa.
  7. Preparamos os instrumentos para coleta de dados.
  8. Fazemos a pesquisa propriamente dita.
  9. Analisamos e discutimos os dados colhidos.
  10. Tecemos as nosssas considerações finais, confrontando com os objetivos da pesquisa. E a nossa pesquisa poderá ser utilizada por outro pesquisador




Propositadamente enumerei cada etapa da primeira correspondendo a uma da segunda, para facilitar a leitura, o acompanhamento e a compreensão.


Ficou mais fácil?

Nenhum comentário:

Postar um comentário