domingo, 7 de setembro de 2014

Independência: leitura imagética do contexto


Que a água invada, na medida, as terras, 
Que estas sejam molhadas o suficiente, 
Sem lutas, sem discórdias e sem guerras,
Para que as matas floresçam abundantemente...
Nos campos, nas florestas e nas serras
E deem raízes, ramos, sombras e frutos, para um Brasil mais independente.


AnaLu

Nenhum comentário:

Postar um comentário