sábado, 25 de julho de 2015

Escritor de outrora, de ontem, de hoje ou de agora



Escritor de outrora, de ontem, de hoje ou de agora, se não fosse tu para registrar a ilusão da realidade, a razão da cumplicidade, o todo da parte, a arte do aparte, a paixão em drama, o auge da fama, o fato que acontece, a ficção que apetece, jamais teríamos acesso a essas maravilhas, que nos fazem viajar para os mais longínquos mundos, que nos conduzem ao fragmento do pensamento, que nos encantam e os males espantam.

25 de julho, Dia do Escritor, data instituída em 1960, após a realização do I Festival do Escritor Brasileiro, pela pela União Brasileira de Escritores.


Nenhum comentário:

Postar um comentário