sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Feliz Ano Novo com muita leitura e contexto



Neste fim de Feliz Ano Velho,
Desejo a todos um Feliz Ano Novo, 
Afinal, O Sol é para todos,
Com direito A Hora da estrela.

Que o Ano Novo seja
A Metamorfose que você sempre buscou,
Sem Orgulho e preconceito,
Viva A Vida como ela é.

Não fique Em busca do tempo perdido,
Nem tão pouco busque O Paraíso perdido,
Tire O Coração das trevas
E corra atrás do Admirável mundo novo.

O que é isso Companheiro?
Chega de Cem anos de solidão,
De Crime e castigo,
Saia de À beira do abismo!

Seja você uma Olga, Lolita, Madame Bovary,
Dom Quixote, Dom Juan ou Dom Casmurro,
Não interessa aqui O Nome da Rosa,
Nem o nome de O Príncipe...

Mulheres apaixonadas,
Homens de poder,
Se passam Mil e uma noites
Ou apenas Cinco minutos...

Se Pássaros feridos,
Se O Vento levou...
Vá ao Morro dos ventos uivantes
E escute o Som da Montanha!

Adeus às armas,
Desarme-se!
Encha-se de Grandes esperanças,
Ame-se e cure sua vida!

Mesmo que a vida seja contraditória ou cheia de dúvidas: 
Guerra e paz,
Anjos e Demônios,
A Cabana - O Castelo...

Ensaio sobre a cegueiraEnsaio sobre a lucidez,
A Divina comédiaA Comédia humana,
A Insustentável leveza do ser
Ser O Idiota, ou viver um Love story?

Dar A Volta ao mundo em 80 dias,
Ter apenas Uma passagem para a Índia,
Ver a Primavera de Praga,
Ou conhecer o Mar Morto?

Em 1808, 1822, 1984 ou até em 2012 (a profecia maia),
O mundo não acabou!
Os Grandes sertões: veredas e As Cidades e as serras
Continuarão a existir.

Nada de Angústia,
Não chore o Leite derramado,
Em Vidas secas encontra-se a Odisseia,
Para se viver melhor.

Os anos são cheios de Metamorfoses da sobrevivência
Tudo isso compõe o Sagrado território das lembranças.
Juntando e desmanchando,
A vida é uma Poesia do meu jeito.


Se o contexto depende da leitura que se faz,
Ou a leitura depende do contexto em que se vive,
Os livros acima já foram escritos...
Comece a escrever o seu livro do Ano Novo!




Viva do seu jeito! Seja feliz!

AnaLu



No meio dos títulos citados, os quais compõem as listas dos clássicos mais lidos, mais vendidos e mais famosos do mundo, para fechar a postagem com chave de ouro, incluo, na penúltima quadra, as obras de duas mulheres maravilhosas, guerreiras e vencedoras, Frederica e Concita.

4 comentários:

  1. Lindo Ana Luiza,
    a harmonia dos títulos ficou uma perfeita mensagem de ano novo, e de como essas histórias fazm parte da nossa vida.
    Feliz 2013 pra você e família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... livros dizem tudo, ou quase. Grata pela visita e Feliz Livros Novos!

      Excluir
  2. Ana,esse seu Feliz Ano Novo em forma de poesia é original e eloquente.Parabéns.

    Obs.Agradeço por ter citado meus títulos e o elogio a minha pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mãe,

      Livros são registros eternos e a Senhora já contribuiu com essa eternidade, mas eu sei que vem coisa nova por aí...

      Excluir